Exame SNAP 2015

Status: Inscrições encerradas. As inscrições foram efetuadas exclusivamente na Online Store do IFPUG em http://www.ifpug.org

Click here for English

Resumo:

Um indivíduo aprovado no Exame CSP recebe o título de “Certified SNAP Professional – CSP”. Este exame é baseado no “Software Non-Functional Assessment Process (SNAP) Assessment Practices Manual”, APM Release 2.2. As regras do exame (em inglês) podem ser encontradas em http://www.ifpug.org/?page_id=1429.

Atenção: Notar que, embora a última versão do APM seja a 2.3, este exame será baseado na versão 2.2, porque é a última versão do APM traduzida para português.

Data: Terça-feira, 17 de novembro de 2015

Horários: 9:30-11:30 e 12:30-14:30 (2 grupos de no máximo 15 participantes cada um, perfazendo o total de 30 vagas)

Local: Blue Tree Premium Morumbi
Av. Roque Petroni Junior, 1000, Brooklin Novo – São Paulo – SP – 04707-000 (em frente ao Shopping Morumbi e a 20 minutos do Aeroporto de Congonhas)
Tel.: +55 (11) 5187-1200

Proctor: Teresa Beraldo, integrante do Comitê de Certificação do IFPUG

Idiomas: O exame estará disponível em português. A princípio, estará disponível também em inglês.

Pré-requisito: É preciso ser filiado ao IFPUG para poder fazer o exame.

Taxa: US$ 255, pagos via cartão de crédito internacional na Online Store do IFPUG.

O que é SNAP?

“SNAP é o Processo de Avaliação Não-Funcional de Software.

Enquanto os pontos de função medem os requisitos funcionais dimensionando os fluxos de dados através de um aplicativo de software, o SNAP mede os requisitos não-funcionais. O SNAP complementa, dessa forma, a APF.

O modelo SNAP consiste de quatro categorias e quatorze subcategorias destinadas à medição dos requisitos não-funcionais. Os requisitos não-funcionais são mapeados para as subcategorias relevantes. Cada subcategoria é medida, e o tamanho de um requisito é a soma dos tamanhos de suas subcategorias.

O processo de dimensionamento SNAP é muito semelhante ao processo de dimensionamento por pontos de função. Dentro da fronteira da aplicação, os requisitos não-funcionais são associados a categorias relevantes e às respectivas subcategorias. Utilizando um conjunto padronizado de critérios básicos, cada uma das subcategorias é então dimensionada de acordo com seu tipo e complexidade; o tamanho de tal requisito é a soma dos tamanhos de suas subcategorias. Esses tamanhos são então totalizados para fornecer a medida do tamanho não-funcional do aplicativo de software.

O teste beta do modelo demonstra que o tamanho SNAP tem uma forte correlação com o esforço requerido para desenvolver a parte não-funcional do aplicativo de software.

O desenvolvimento, avaliação, planejamento, gerenciamento e controle da produção de software são aprimorados quando são considerados o tamanho e os efeitos dos tamanhos funcional e não-funcional. É aqui que o IFPUG possui uma vantagem competitiva única sobre outros métodos de dimensionamento de software que não levam em conta o tamanho não-funcional.”

Fonte: Traduzido de http://www.ifpug.org/?page_id=900

Anúncios