Conferência 2014

metricas2014

Inscrições encerradas. O evento foi um sucesso! As apresentações estão disponíveis para download logo após os currículos resumidos dos palestrantes. Clique no título de cada apresentação para baixar o pdf.

Para saber as condições que foram praticadas, baixe o Formulário de Inscrição,

Contatos via eventos@metricas.com.br, ou eventos@bfpug.org.

Data: 13 de novembro de 2014

Horário: 08:30 às 18:00

Local: Mercure Brasília Eixo Monumental
Setor Hoteleiro Norte quadra 5 – bloco G
Brasília, CEP 70710-300
Tel: 61 3424-2007 / 3424-2011 / 3424-2435
Fax: 61 3424-2460
e-mail: h3632-sb@accor.com.br

Tradução Simultânea: Haverá tradução simultânea inglês-português/português-inglês durante todo o evento.

Alimentação: O evento inclui dois coffee-breaks. Não inclui almoço.

Preço da Conferência: R$ 1.050,00 para pagamento até 30/09/2014, R$ 1.250,00 para pagamento a partir de 01/10/2014. Este preço é apenas para a conferência (1 dia).

Desconto de 10%: Inscrições simultâneas nos dois eventos darão direito a um desconto de 10% (dez por cento) sobre a despesa total: Workshop FP-211 e Métricas 2014.

Profissionais CFPS: O IFPUG aprovou os dois eventos de “Métricas 2014” como válidos para a extensão da certificação CFPS. Cada evento dará direito à extensão de um ano na certificação, desde que o interessado cumpra os requisitos definidos pelo IFPUG.


Palestrantes:

Cagley - DCGTom Cagley é o Vice-Presidente de Consultoria da empresa The David Consulting Group. É uma autoridade na condução de organizações na melhoria contínua do processo. Suas áreas de especialização abrangem experiência gerencial em uma ampla variedade de métodos e métricas: Desenvolvimento Lean de Software, Desenvolvimento Ágil de Software, integração da qualidade, garantia de qualidade e aplicação do  Capability Maturity Model® Integration (CMMI)  do Software Engineering Institute na obtenção de melhorias no processo. O Sr. Cagley é um membro ativo do International Function Point Users Group (IFPUG), atualmente servindo como Vice-Presidente e possuindo o título de  Certified Function Point Specialist – Especialista Certificado em Pontos de Função. Também é o editor do Software Process and Measurement Podcast – SPaMCAST (www.spamcast.libsyn.com), publicando blog em tcagley.wordpress.com. Pode ser contatado no e-mail t.cagley@davidconsultinggroup.com.

woodward-pictue2012Steven Woodward é o CEO da Cloud Perspectives, localizada em Ottawa, Ontario, Canadá. Foi eleito em 2010 para a Diretoria do Grupo Internacional de Pontos de Função (International Function Point Users Group), tendo sido anteriormente líder do Comitê de Novos Ambientes (New Environments Committee), e agora integrante do Comitê ISO/IEC (ISO/IEC Committee) do IFPUG. É membro do grupo de arquitetura de referência do Instituto Nacional de Padrões de Tecnologia (National Institute of Standards for Technology – NIST), vinculado ao Departamento de Comércio dos EUA, liderando o subgrupo “cloud carrier“. É um especialista da União Internacional de Telecomunicação (International Telecommunication Union – ITU), ajudando a definir e alinhar, em conjunto com as Nações Unidas, a computação na nuvem aos modelos de telecomunicações. É um dos líderes de conhecimento no Conselho de Padrões de Nuvem dos Clientes (Cloud Standards Customer Council) do Grupo de Gerenciamento de Objetos (Object Management Group – OMG), associado ao TM Forum e um ativo contribuidor em outras comunidades de TIC. É atualmente Diretor do Conselho de Padrões de Nuvem do Canadá (Canadian Cloud Standards Council) e da Aliança de Segurança na Nuvem – Capítulo Canadense (Cloud Security Alliance – Canadian Chapter). Steven também escreveu o capítulo “Utilizando Métricas para Gerenciar Projetos de Maneira Mais Eficiente” (Using Project Metrics to More Efficiently Manage Projects) no livro de 2002 publicado pela Addison-Wesley, “Medição de TI, Conselhos Práticos dos Especialistas” (IT Measurement – Practical Advice from the Experts). Também escreveu o capítulo “Medição de Soluções de Computação na Nuvem” (Cloud Computing Solution Measurement), publicado na primavera de 2012 pela CRC Press como parte do “Guia do IFPUG para Medição de TI e Software” (The IFPUG Guide to IT and Software Measurement). Além disso, Steve escreveu e contribuiu diretamente na elaboração de guias internacionais e canadenses de práticas e padrões de nuvem. Continua a inovar e demonstrar o valor das estruturas (frameworks) de análise funcional nesta economia global complexa, ágil e inovadora.

1f5e75bFernando Siqueira é Secretário Adjunto na Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento. Possui graduações em Ciências Contábeis pelo Centro de Ensino da Alta Paulista (1987) e em Tecnologia em Processamento de Dados pela Fatec/Unesp (1991). Tem especializações em Auditoria pela USP e em Auditoria de Sistemas pela UnB e é Mestre em Administração pela UnB. Desde 1981 é funcionário do Banco do Brasil (em TI desde 1993), onde atuou como Gestor de TI de 2002 a 2009. Foi Diretor de TI do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (DTI/SE-MPOG) e desde abril/2014 é Secretário-Adjunto da Secretaria de Logística e TI (SLTI/MPOG). Tem certificado de participação em cursos nas áreas de TI, Gestão e Mercado Financeiro. Na UnB, foi professor de Sistemas de Computação Aplicados à Administração na Faculdade de Administração e pesquisador do Programa de Pós-graduação em Administração.

sergiocamelo2014Sérgio Camelo é Gerente de TI na unidade de Governança de TI do Banco do Brasil, atuando na Gerência de Fornecimento, mais especificamente na gestão das Fábricas de Software. Graduado em Administração de Empresas pela UnB, tem MBA em Desenvolvimento, Segurança e Qualidade na Internet pela UFRGS e MBA em Negócios Financeiros pelo IBMEC. Atuou por vários anos no desenvolvimento de aplicativos do Banco e participou da estruturação da Gestão de Portfólio e Projetos da Diretoria de Tecnologia. É instrutor do Banco em melhores práticas de desenvolvimento de software e performance de banco de dados.

BaklizkyDiana Baklizky é Vice-Presidente da TI Métricas. Bacharel em Matemática, Pós-Graduada em Administração de Empresas, especialista em métricas de software com mais de 25 anos de experiência na área de desenvolvimento de sistemas. Diana é certificada pelo Exército Norte-americano como Instrutora Qualificada em Medição Prática de Software, membro do Comitê de Padronização de Tamanho Funcional (FSSC) do IFPUG com sede em New Jersey – Estados Unidos,bem como membro do Comitê de Práticas de Medição (MPC) da organização COSMIC, com sede em Montreal, Canadá.

VazquezCarlos Vazquez é um profissional de TI com mais de 20 anos de experiência em desenvolvimento, manutenção e gestão de sistemas e aplicações de modo convergente às necessidades de negócio. Graduado tecnólogo em processamento de dados pela PUC Rio. Tem a visão que as tecnologias de medição de software em geral e a medição do tamanho funcional, em especial como os métodos definidos pelo IFPUG, NESMA e COSMIC, são ferramentas fundamentais para materializá-la. Escreveu o livro de APF em 2001, que hoje está em sua 13a. edição, tem mais de 100 citações, mais de 13.000 exemplares vendidos, sendo uma das principais referências sobre o assunto no Brasil. É responsável pela pesquisa e desenvolvimento de serviços educacionais e metodologias na FATTO (empresa que fundou em 1998) onde também atua como consultor e instrutor.


Palestras:

Medindo Métodos Ágeis com Pontos de Função, Tom Cagley, The David Consulting Group (apresentação não disponível)

As técnicas ágeis vem sendo utilizadas, com sucesso, por várias organizações ao redor do globo. Nesta apresentação, o autor compartilhará resultados de várias organizações internacionais que utilizam Pontos de Função do IFPUG, a fim de comprovar o impacto positivo ou negativo dessa utilização. A apresentação abordará o impacto das técnicas ágeis sobre a produtividade e time-to-market, com base em resultados medidos, que poderão entrar em conflito com as afirmações de outros especialistas.

Análise de Pontos de Função – O Futuro, Steve Woodward, Cloud Perspectives

O setor de Tecnologia da Informação e Comunicações mudou dramaticamente nos últimos dez anos. Estamos na idade da nuvem, “big data”, experiência do consumidor, “apps” que rodam em vários dispositivos, “smart” diversas coisas e, é claro, redes sociais (“social media”). A Análise de Pontos de Função pode desempenhar um papel importante para favorecer a inovação neste mundo ágil, porem ainda sensível a custos e prazos. Steve compartilhará algumas perspectivas sobre a proposição de valor e exemplos práticos da aplicação das regras do IFPUG em 2014. O estudo de caso de contagem de Pontos de Função será baseado em uma tecnologia que Steve acredita seja necessária no Brasil, o “carro sem motorista”!

Governança de TI na APF – Projetos em Destaque e Próximos Desafios, Fernando Siqueira, SLTI

A palestra versará sobre os pilares da estratégia de atuação da SLTI, com foco principal nos caminhos futuros para a Secretaria.
Serão apresentadas as iniciativas estruturantes da SLTI, devidamente alinhadas às respectivas atribuições, de longo prazo e de grande interesse para a TI dos órgãos do SISP.
Exemplos de tais iniciativas:
– infraestrutura de TI: projetos Datagov, CTRIS e inventário de ativos da Esplanada;
– gestão de pessoas: fortalecimento do profissional de TI do governo federal (carreira e concurso);
– processos: sistema estruturante do SISP, incluindo a questão das contratações de TI;
– softwares: evolução do portal SPB, grupos técnicos de softwares públicos e ERP de governo.

Fábricas de Software: Melhores Práticas, Sergio Camelo, Banco do Brasil

A contratação de uma Fábrica de Software envolve muitos desafios: modelo de negócio, métricas adotadas, mobilização do contrato, equilíbrio financeiro, dentre outros. Sérgio irá compartilhar algumas experiências que podem contribuir na gestão dos fornecedores. Abordará ainda o diferimento de custos, que reduz significativamente o impacto financeiro do desenvolvimento interno e terceirizado na contabilidade das empresas.

SNAP – Resultados de 60 Projetos, Diana Baklizky, TI Métricas

O objetivo desta apresentação é contribuir com a comunidade de métricas, apresentando a análise dos resultados obtidos com a aplicação do método SNAP a 60 projetos. Os principais tópicos abordados são: critério de seleção dos projetos, análise de correlação entre o esforço e os Pontos SNAP, impacto das subcategorias SNAP e lições aprendidas.

Integração do Desenvolvimento Ágil com a Governança Corporativa de TI Usando Métricas Funcionais, Carlos Vazquez, FATTO

Durante 05 anos o autor prestou consultoria para uma empresa binacional apoiando a definição de modelos de negócio que forneçam melhores resultados com a contratação de software baseada em métricas funcionais. O resultado é uma estratégia que permite a incorporação de princípios ágeis; mantendo a compatibilidade com as exigências da governança corporativa. Desde a definição das metodologias em cascata, o maior foco sempre foi na possibilidade de planejar e controlar o trabalho da equipe. Com a introdução de abordagens de desenvolvimento em espiral e o desenvolvimento iterativo e incremental, culminando com o RUP, se incorpora o reconhecimento da natureza orgânica no desenvolvimento de software. A integração dessas com as metodologias de gerência de projetos e os controles de governança corporativa acabaram por provocar: a) ignorar o caso de desenvolvimento específico para cada iniciativa; b) artefatos pelo artefato ainda que sem justificativa para o negócio; c) quando a medição do serviço e/ou as estimativas de esforço e prazo são baseadas em APF, o uso do método não está inserido em um modelo de negócio compatível com essas abordagens. Surge o manifesto ágil. Muitas organizações, ainda assim, necessitam controles internos e que os investimentos sejam justificados contra resultados entregues. Este trabalho descreve uma solução para conciliar princípios do manifesto ágil a essas necessidades por meio de um plano de iteração vivo e estimativas sistemáticas do valor agregado ao final de cada ciclo considerando a estimativa do projeto de desenvolvimento como referência de produto a ser entregue.



Programa (atenção: pode sofrer alterações)

Início Duração Fim Atividade
09:00 00:15 09:15 Abertura
Mauricio Aguiar, IFPUG e Tom Cagley, IFPUG
09:15 00:45 10:00 Medindo Métodos Ágeis com Pontos de Função
Tom Cagley, DCG, Vice-Presidente e Futuro Presidente do IFPUG
10:00 00:45 10:45 Governança de TI na APF – Projetos em Destaque e Próximos Desafios
Fernando Siqueira, SLTI/MPOG, Secretário-Adjunto
10:45 00:30 11:15 Intervalo
11:15 00:45 12:00 Fábricas de Software: Melhores Práticas
Sérgio Camelo, Banco do Brasil
12:00 02:00 14:00 Almoço por Conta do Participante
14:00 00:45 14:45 Análise de Pontos de Função: O Futuro
Steve Woodward, Cloud Perspectives
14:45 00:45 15:30 Integração do Desenvolvimento Ágil com a Governança Corporativa de TI Usando Métricas Funcionais
Carlos Vazquez, FATTO
15:30 00:30 16:00 Intervalo
16:00 00:45 16:45 SNAP – Resultados de 60 Projetos
Diana Baklizky, TI Métricas
16:45 01:00 17:45 Debate
Márcio Silveira, HP e convidados
17:45 00:15 18:00 Encerramento
Mauricio Aguiar, IFPUG e Tom Cagley, IFPUG

Atualizações

Esta página será atualizada periodicamente até o evento. As informações aqui constantes poderão ser complementadas e/ou substituídas a qualquer tempo. No caso de qualquer mudança, os direitos de quem tiver se inscrito serão sempre respeitados. Caso o participante inscrito não concorde com alguma mudança, o valor pago será restituído, seguindo as regras do caso de cancelamento explicado abaixo.

Cancelamentos (por favor leia com atenção)

No caso de cancelamento do evento por iniciativa do participante, ou por motivo fora de nosso controle (por exemplo, impedimento por parte do instrutor) os organizadores do evento realizarão a devolução integral de quaisquer valores pagos, não cabendo nenhuma outra compensação neste caso. Não haverá devolução caso o participante compareça ao evento. A inscrição implica necessariamente na aceitação destas condições.


Eventos Realizados por:

timetricas

ACTA-logo

Anúncios